A beleza é essencialmente um objecto da inteligência, porque quem conhece no sentido pleno da palavra é a inteligência, que por si só está aberta ao infinito do ser. (…) Sem dúvida que toda a beleza sensível pressupõe um certo (…)
«D. Afonso Henriques teve em S. Teotónio um dos melhores auxiliares, que nem só na guerra com o esforço da espada se cria uma Nação. (…) Mais preciso é ainda mantê-la, com o esforço da inteligência e o valor da (…)
«Aristóteles não viu no conflito de opiniões qualquer razão para desesperar no que toca à procura da verdade, mas antes uma oportunidade para a encontrar. (…) O que precisamos de fazer é deixar as fontes de revelação e a sabedoria (…)
Um dos princípios mais importantes da metafísica é o princípio da não-contradição. Numa das suas formas típicas, o princípio afirma o seguinte: é impossível que algo seja e não seja ao mesmo tempo e no mesmo contexto. (…) O princípio (…)
São Tomás de Aquino argumenta, em primeiro lugar, que fé e razão nunca estão realmente em conflicto. (…) Não é possível que uma coisa seja verdadeira segundo a fé e, ao mesmo tempo, falsa segundo a razão ou a ciência. (…)
“Os católicos, portanto, devem perceber como é que esta ideologia anti-ocidental será eventualmente usada como aríete contra a Igreja. Pois a Igreja é uma instituição ocidental. (…) ” (…)
“Os cristãos, nesta luta civilizacional, precisam de ser acordados do seu sono, mal-estar moral e décadas a serem votados ao esquecimento pela nata política, que está a destruir a revolução total, a partir da qual 2000 anos de fertilidade cristã (…)
“O segredo da vida dos cristãos encontra-se nisto: viver uma tal união a Cristo que a vida que começam a viver é a vida do próprio Jesus, sendo que a vida de Jesus é a vida de Filho de Deus.” (…)